Musicalização no Espectro Autista

Vivência Musical com Crianças Autistas – Foto: Carla Raiter

A musicalização tem o poder de transformar crianças em indivíduos. Em uma aula, por exemplo, as crianças usam os instrumentos musicais, fazem e criam música, apreciam música, isso faz com que se sintam capazes e se vejam como indivíduos ativos naquele espaço. Para as crianças do espectro autista, isso é de extrema importância. A musicalização no Espectro Autista pode transformar vidas.

Entendendo melhor o Autismo

Existem diversas correntes teóricas que buscam compreender as causas que levam ao quadro de Autismo e todas concordam na caracterização principal da síndroma: a inadequacidade vincular. Isso é um déficit apresentado na interação social (pessoa-pessoa), na interação lúdica (pessoa-objeto) e na interação perceptual (pessoa-música).

Os benefícios da musicalização para crianças do espectro autista

Como já sabemos, o processo de musicalização infantil desenvolve e aperfeiçoa a socialização, a alfabetização, a capacidade inventiva, a expressividade, a coordenação motora e a motricidade fina. Além da percepção sonora, percepção espacial, raciocínio lógico e estética.

Vivência Musical com Crianças Autistas – Foto: Carla Raiter

Na prática

Na prática, a aula tem como objetivo “abrir um canal de comunicação” com a criança. As interações podem ocorrer de diversas formas: com o instrumento musical como objeto intermediário, com o som ou uma música, através de melodias ou ritmos conhecidos, entre outros. O importante é conseguir a atenção do bebê e desenvolver em si mesmos a confiança e naturalidade de que precisam para se engajarem no processo interacional.

Outro ponto da aula, é a busca por trocas afetivas entre os pais e a criança. Através do toque, do afago, trazer a atenção da criança para a música, etc. Podem ser utilizadas técnicas vocais para o canto, desenvolvimento rítmico, exercícios específicos para familiarização com a linguagem musical e com os próprios instrumentos a partir da produção de diferentes sons.

“A música relaxa e tranquiliza as crianças. Além dos recursos da estimulação através da música serem úteis para trabalhar os processos de desenvolvimento da comunicação com crianças autistas, a percepção corporal através da dança também pode trazer benefícios, pois a criança passa a ter contato consigo mesma e com o outro, ou seja, é uma forma de integrá-la ao meio.” {Maiara Aparecida Bertoluchi}

Ou seja, podemos ver como a música tem o poder de proporcionar uma ampliação da percepção do indivíduo autista em relação ao outro, a diminuição do isolamento a partir do desenvolvimento da interação através dos diversos canais de comunicação e o aumento da afetividade nas relações fraternas (mãe/pai-criança).

Referências: Autismo, musicalização e musicoterapia. Maiara Aparecida Bertoluchi – Artigos Meloteca 2011

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS E CONHEÇA MAIS O TRABALHO DO “CRIANÇA E MÚSICA”:

INSTAGRAM:

https://instagram.com/criancaemusica?igshid=1or766prlen4r

YOUTUBE:
https://www.youtube.com/channel/UCVZZmZMpOvp7W2KVMehouag

TELEGRAM:

https://t.me/joinchat/PR-LtFcJrgl-x7KqdaHbcQ

FACEBOOK:

https://www.facebook.com/criancaemusica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *